terça-feira, 23 de setembro de 2008

INFORMAÇÃO SOCIAL - SDC






Edifício Prestes Maia, Luz, São Paulo, 2006

Foto: Carol Doro

Muito próximo a estação de trem e de metrô da Luz, na Avenida Prestes Maia, centro de São Paulo, há um edifício, tambem chamado de PRESTES MAIA.
O prédio esteve abandonado por cerca de 7 anos, e durante esse tempo foi sede de tráfico de drogas, violência, crimes e prostituição.

Por volta de 2002 famílias começaram a ocupar o local, e aos poucos, com ajuda do MSTC - Movimento Sem-teto do Centro, transformaram o lugar em uma moradia para:

*Segundo o MOVIMENTO - "Somos 1.630 seres humanos, 315 crianças, 380 adolescentes, 561 mulheres, 466 homens. Entre eles, gravidas e dezenas de idosos.";

Segundo a PREFEITURA - "Na realidade, ali habitam, de forma inadequada, sem um mínimo de segurança, com higiene precária, 293 famílias e 138 solteiros, somando aproximadamente 1.100 pessoas (cadastro oficial realizado no final de 2005 pelas assistentes sociais da Subprefeitura Sé)";

A partir de 2003 artistas, ativistas e movimentos sociais contrários a situação em que se encontravam essas pessoas, passaram a apoiar essa luta por uma moradia. Em seguida surge o movimento de Integração sem Posse (http://integracaosemposse.zip.net). Desde então a “garagem” do prédio, e conseqüentemente as próprias casas das pessoas, se tornaram palco de expressões artísticas diversas, passando por artes visuais, registros fotográficos e audiovisuais, exibição de filmes e vídeos, shows, oficinas, apresentações de teatro e tantas outras atividades.

Devido a essa grande mobilização, o assunto chamou a atenção de jornais, revistas e zines, até estar presente nos noticiários de televisão e documentários nacionais e internacionais.

Em 2005 o Sinfonia de Cães ficou sabendo da situação e passou a se envolver com os moradores e movimentos. Após um processo de apresentação e conhecimento, iniciou-se uma participação gradual dos cães nas ações que aconteciam no local, até que em 2006 o coletivo decidiu realizar uma ação independente dentro do espaço (http://photo.fotolog.com/archive?v=day&month=7&year=2006&day=28).

Todo esse envolvimento mudou determinantemente a forma do coletivo atuar, expandindo nosso horizonte para uma luta muito mais direta contra a injustiça social, nos levando a ampliar as atividades voltadas para formação e informação, reforçando a função da arte como um modificador social.
Nesse processo, podemos perceber que há uma grande parte de pessoas envolvidas com essas causas que não tem outro objetivo se não promover seus produtos, usando o trabalho social como plataforma marketeira. Seja como for, a visibilidade alcançada pelas ações destes grupos gerou grande resultados, sendo alguns deles indiscutíveis como o caso de seu Severino, que de catador de lixo, passou a organizar uma biblioteca popular feita de livros jogados fora, e hoje organiza um acervo de mais de 20 mil livros em sua residência em Itapecerica da Serra.

E agora?!?

O QUE SERÁ FEITO COM O PRÉDIO?

ONDE ESTÃO ESSAS FAMÍLIAS?

Seus proprietários, os empresários Jorge Hamuche e Eduardo Amorim, negociaram sua dívida com a prefeitura de R$ 5,7 milhões para aproximadamente R$ 3 milhões.

Além do desconto no pagamento do IPTU atrasado, Hamuche espera também receber ajuda financeira da Prefeitura para seu projeto.

"Da mesma maneira como eles ajudaram o movimento, espero que me ajudem também".

Sua esperança se baseia no projeto de revitalização da região, com intenção totalmente de exploração imobiliária. "Com o Metrô e o investimento na 'Nova Luz', São Paulo vai mudar para lá.
A Prefeitura conseguiu dinheiro do Banco Internacional de Desenvolvimento (BID)". E ainda conta com a liberação de Law Kin Chong, chinês condenado por corrupção ativa e apontado como maior contrabandista do país.

"O Law foi solto e ele é um grande empreendedor no bairro. Vai incrementar o bairro. O que esperamos é que a Prefeitura aguarde que a gente entre com a reforma, o projeto e não pense em prejudicar mais a gente. Nós ajudamos muito a Prefeitura e a cidade. Deixamos eles lá há cinco anos".

A prefeitura numa medida emergencial, junto aos governos estadual e federal, concedeu alguns apartamentos a uma PARTE das famílias, e a outras um auxílio aluguel, pra se virarem enquanto não arruma outro lugar.

É RIDÍCULO PENSAR QUE ISSO FOI UMA VITÓRIA!

Algumas conquistas foram alcançadas, porem a guerra continua. Nesse momento, um monte de crianças estão passando fome e frio nas ruas, fruto do descaso da sociedade refletido por governos elitistas e separatistas.

O PROBLEMA SÃO AS PESSOAS.

As pessoas ignoram conscientemente os problemas sociais como se não fossem seus problemas também, e simplesmente jogam a culpa nas autoridades, podendo assim descansar suas cabeças em paz em suas camas confortáveis dentro de suas casas seguras. Não podemos deixar de incluir ALGUNS desses artistas que se dizem tão “bonzinhos” nessa relação de pessoas, e faço questão de afirmar e ressaltar que suas intenções são MESQUINHAS.

Portanto, creio que é hora de assumirmos nossa responsabilidade frente aos problemas sociais como habitação, educação, saúde e violência, pois caso contrário certamente esse PODER PÚBLICO PODRE e sujo jamais irá fazer nada para mudar essa situação, e jamais acreditar que ELES ditam as regras e ponto final, pois o povo tem poder mais que suficiente para impor suas necessidades, porem a classe dominante faz de tudo para convencer de que isso não é verdade.

Roger Duran.

SINFONIA DE CÃES.

2 comentários:

Lays Laine disse...

ocupar!

Manoel disse...

Parabens pelo trabalho e pelo talento de todos envolvidos nos eventos, um abraço! - maneconetto e banda Òrfãos - Underground Santos - .